Lilypie - Memorial

Lilypie - Kids Birthday

...

sábado, outubro 11, 2014

E é assim...

...Nos momentos que mais sinto necessidade da tua presença mostras-te sempre...

Hoje desejei um momento nosso, no nosso lugar. A seguir a uma euforia (hoje fiz pump e step no ginásio e foi muito divertido) fico sempre numa angústia e tristeza descomunal. Acho que devo ter desenvolvido alguma bipolaridade com a tua partida.

Como estava a dizer, hoje desejei um momento nosso, no nosso lugar. Já lá não ia desde o verão, desde que fizeram aquele bar da praia. Deixei de ir porque não conseguia estar sozinha, sem barulho, sem eventualmente ser observada.

Passei de carro e o bar estava fechado. Ninguém por ali, apenas um casal de namorados que estava longe. Parei. Saí do carro para ver um mar imenso, escuro... o Ceú trazia um prenúncio de tempestade e nada de gaivotas.

Sentei-me e cresceu ainda mais em mim a angústia e o desejo insano de te ter no colo, de te ver, beijar, cheirar e abraçar. Um desejo insano de te ter no peito, com a boquita agarrada à minha mama.

Sentei-me no "nosso" muro, onde tantas vezes contemplava o mar e to descrevia, onde sonhei acordada, onde te senti tantas e tantas vezes e "conversávamos".

Contemplei o mar e o céu vazios e não contive as lágrimas. Doi ainda tanto sabes? Eu sei que sabes.

Fiquei parada uns minutos sozinha naquele muro que é o nosso e onde deverias estar comigo hoje. Quis-te ainda mais perto e não via gaivotas a voar e comecei a pensar que associar pássaros a voar contigo era uma ideia tonta minha.

Coloquei a nossa música a tocar... gosto tanto dela! Não posso ouvir todos os dias porque as lágrimas insistem em correr quando a oiço.  E pronto, de repente apareceram 2 gaivotas a voar lado a lado e depois outras tantas e mais ainda!

Hoje confirmei que és tu, sempre foste tu. E dei por mim a sorrir e a olhar para aquela linda dança das gaivotas e senti-te tão perto, tão perto!

Que ninguém diga que partiste... o teu corpo morreu mas tu...tu, minha filha, estás sempre comigo. Amo-te daqui até ao Céu e mais além Jú
Enviar um comentário