Lilypie - Memorial

Lilypie - Kids Birthday

...

quinta-feira, maio 25, 2006

Como saber quando é o nosso período fértil

Filipa, tal como prometido aqui vai o que te estava a escrever no msn. desculpa o atraso...
Optei por colocá-lo no blog uma vez que é um assunto que interessa muita gente. Espero que a tua borboleta já esteja no teu casulo quentinho e que não precises desde texto para nada :)
Existem vários métodos que nos permitem saber com alguma precisão se estamos ou não no nosso período fértil mas com o intuito de conceber e não de evitar um filho. Eu prefiro o primeiro método pois obriga-nos a "ouvir" e a conhecermos o nosso corpo. É muito importante sabermos "ouvir" as mensagens que o nosso corpo nos manda para nos mantermos saudáveis, para estarmos bem com nós próprios. O que vou escrever no primeiro ponto não é mais do que um extracto do meu livro de cabeceira, aquele que me segue já vai para 8 anos e que recomendo vivamente a leitura. Chama-se "Corpo de mulher Sabedoria de mulher" da ginecologista Christiane Northrup" a editora é a Sinais de Fogo. Com ele aprendi como o nosso corpo é poderoso e preparado para muitas coisas, com ele despertei a minha sabedoria interior e passei a escutar melhor o meu corpo e as mensagens que me manda. Então cá vai:

  1. O óvulo vive em qualquer lugar entre seis a vinte e quatro horas após a ovulação. A viabilidade dos espermatozóides depende da presença de muco fértil. O espermatozóide pode viver até 5 dias no muco fértil, mas sem muco fértil morre no espaço de poucas horas. assim, existe um período de aproximadamente 7 dias durante cada ciclo em que, teoricamente a gravidez pode ocorrer. (...) ter relações sexuais dia sim dia não é tão eficaz como ter todos os dias. Em termos práticos, se quiser engravidar, tenha relações 4 vezes durante a semana mais fértil. Isto é normalmente mais eficaz e menos gerador de tensão que tentar seguir um programa de dia sim dia não. (...) os estudos têm demonstrado que quase todas as mulheres podem aprender facilmente a verificar a presença ou ausência de muco fértil tipo E (estimulados por estrogénios) observando rotineiramente o corrimento vaginal e a vulva. Quando pára a menstruação, o muco está no mínimo, Sente-se seca, Não existe muco na abertura vaginal e não há corrimento na roupa interior. Esses dias secos são normalmente seguros para sexo sem protecção. O colo do útero começa a segregar o muco tipo E cerca de 6 dias antes da ovulação, portanto, utilizando esse método, sabe quando a ovulação deve ocorrer antes de ela acontecer. Quando vê muco na roupa interior ou consegue limpá-lo com papel higuénico, sabe que o seu período fertil está a começar. (...) O muco fértil é idêntico ao toque e em qualidade à clara de ovo crua. Você é fértil a partir da altura do aparecimento do muco fértil até ao quarto dia após o máximo corrimento vaginal. O último dia de muco límpido, que distente (maior ou iguak a uma polegada de estensão entre o polegar e o indicador), ou lubrificante é chamado o dia do "pico" de corrimento vaginal. esse dia de pico está extremamente relacionado com a ovulação, que ocorre 2 dias antes ou depois desse dia do pico em cerca de 95% dos casos. O muco do tipo G aparece imediatamente após a ovulação. Este tipo de muco não tem elasticidade, tem uma qualidade opaca e adesiva. (...) Este tipo de muco bloqueia a passagem dos espermatozóides. Após o corrimento de muco ovulatório, o muco cervical pode desaparecer (tornar-se seco) ou ficar mais espesso e denso (muco tipo G). De qualquer das formas, a mudança é distinta e notável. O seu período começará de 12 a 15 dias após o fluxo cervical ovulatório de pico. (...) Embora aprender a verificar o muco cervical seja mais exacto, tirar a temperatura basal do corpo e registá-la durante alguns ciclos é uma forma interessante de ficar a conhecer o seu corpo e os seus ritmos internos. também pode aumentar a sua capacidade de relacionar as alterações do seu muco cervical com a ovulação. A subida de temperatura que ocorre na ovulação é devida ao efeito da progesterona. Se engravidar durante o período em que tirar a temperatura basal, notará que se mantém e não volta a descer (...). Tire a sua temperatura basal logo de manhã (antes mesmo de se levantar), começando no primeiro dia do período menstrual (este é considerado o primeiro dia do ciclo). faça o mesmo durante 3 ciclos e registe cada ciclo separadamente. Pode entãoutilizar o gráfico das temperaturas para registar as alterações do muco cervical. A ovulação é acompanhada de uma subida de temperatura basal de cerca de 0.6 a 0.8 graus e ocorre algures entre o momento em que a temperatura começa a subir e aquele em que atinge o seu ponto mais alto. O período fértil termina, de um modo geral, ao fim do terceiro dia seguido de temperatura elevada. (...)
  2. testes de fertilidade que se assemelham a testes de gravidez, não estou a par dos preços
  3. O mais recente: o microscópio de bolso, custa à volta de 70 euros e é reutilizável. Parece um baton. Compra-se nas farmácias. Está à venda há quase 1 mês, é uma novidade. testa-se o período fértil com a saliva que tal como o muco cervical também se altera ciclicamente com o ciclo hormonal.

Com isto não se garante uma gravidez mas ajuda e eu falo por experiência própria no ponto 1. Nunca utilizei qualquer tipo de teste de fertilidade uma vez que prefiro ouvir o meu corpo e é mais barato :) mas é uma alternativa. Estar o mais tempo possível com luz natural uma vez que a luz natural afecta o hipotálamo e a glândula pituitária e, por isso,afecta a ovulação.

Enviar um comentário