Lilypie - Memorial

Lilypie - Kids Birthday

...

sexta-feira, junho 30, 2006

E lá vão duas....

Pois é... as surpresas afinal não ficaram pelo pneu furado e as chaves esquecidas :s tive direito a uma quinta-feira em que não pude trabalhar e eu que precisava tanto tanto das horas desse dia... e também a duas (sim!) duas noites sem dormir porque alguém (a quem eu deixei o Alexandre por uma hora quando eu fui fazer o jantar.... se o arrependimento matasse e porque diabo me fui esquecer das chaves de casa no carro...) se lembrou de lhe dar uma fatia de bolo de chocolate para ele comer, e é claro que ele comeu e lambusou-se todo. Uma coisa é dar-lhe a provar tipo uma migalhita outra coisa é dar-lhe a comer. É claro que depois de uma noite assim perguntei ontem se lhe teriam dado algo que ele não estivesse habituado a comer e foi quando soube. Cheguei à conclusão que não vale a pena estar sempre a dizer que o aparelho digestivo dele ainda está a desenvolver-se que ele não pode comer ainda uma série de coisas, que não quero que ele se habitue ao açucar porque não quero que ele venha a ser uma criança obesa, porque quero que ele tenha dentes saudáveis sabem a lengalenga não é? entra a 500 e sai a 1000...
Nem imaginam como estou... com uma carrada de nervos porque tenho que no dia de hoje fazer o trabalho de ontem e hoje, com uma enxaqueca daquelas por não ter dormido e preocupada porque já são duas noites que o meu filho não dorme... já não bastavam os dentes ainda tinha que vir isto. Ele agora dorme, está na minha cama de tão cansado que está nem se mexe mas está assim desde as 8h30m da manhã, até aí foi massagens na barriga, um clister para ver se libertava alguns gases (vi fazerem isso na maternidade a um recém-nascido e ter resultado) e libertou, chá, colinho, miminhos, maminha para acalmar o estado de nervos do Alexandre...
como diz a Beu, meu rico filho...
Para ajudar o tempo está cinzento :) bolas... Vou deixar a musiquinha do Sherk para animar e animar quem me vier visitar.
Cloinca eu não me esqueci mas esta semana tem sido complicado mas para a semana se puderes em princípio eu também posso, desculpa linda.
Vou trabalhar e não me vou esquecer de ter Pensamentos (sempre) felizes bem preciso deles hoje ihih!
Fui...

Adenda1: o sono foi sol de pouca dura... às 9h30m acordou a chorar. O pior é que a juntar à barriguinha, agora estamos a ficar com alguma expectoração no nariz e dorzinha no ouvido e a habitual aflição na gengiva... agora vou ficar a observar a evolução desta nova situação, provavelmente vamos passar o fim de tarde na pediatra mas espero que não seja necessário.

Adenda 2: Exmo Sr. ladrão, vamos sair de casa por uns momentos. Escrevo só para dizer que não tenho jóias, não tenho objectos de valor nem nada em casa que possa interessar-lhe. Apenas tenho um tesouro muito muito grande e esse levo-o comigo para todo o lado... é o meu filho ;)

Adenda 3: Após uma manhã algo chorosa e dolorosa, um almoço um pouco comido a custo, uma mamica para relaxar o Alexandre já dorme há 2 horas calmo e sereno :) até agora a febre não deu o ar de sua graça... tu livra-te de apareceres! quando me lembro da cena do bolo de chocolate imagino a carita de felicidade que ele deve ter feito a comer o bolo e não consigo deixar de sorrir. Posso ter sido um pouco àspera hoje de manhã e tenho razão para o ter estado mas também sei que a fatia do bolo de chocolate foi dado com muito amor e sim Luz de Estrelas foi dado pela minha sogra que tem cá uns dedinhos para a cozinha.... hum! ela nunca pensou foi que lhe fizesse mal senão eu sei que não lho tinha dado. Devo estar doida ou então a entrar noutro estadio de consciência porque não me sinto nem me tenho sentido como há uns dias atrás, tenho-me sentido muito bem comigo, vivido um dia de cada vez sem pensar muito nas coisas e nos seus porquês, estás a voltar Cristina de antigamente :) não voltes a ir-te embora sim?. Acho que depois das provas desta semana vejo que, ou estou realmente curada do maldito blues pós parto ou então estou doidinha ;p Qualquer dia falarei um pouco da minha depressão pós-parto e da vital importância das pessoas que amamos estarem perto de nós sem criticar, sem perguntar, sem julgar, simplesmente estando ao pé de nós para o que for preciso mas acima de tudo para nos amarem...
Enviar um comentário